A família Weber é natural de Krasna/Akkerman, na Bessarábia/Romênia. Imigrou para o Brasil no ano de 1930 acompanhando outras famílias católicas que saíram da região em virtude das instabilidades territoriais e da expansão imperialista russa. Chegaram ao porto de Rio Grande de onde se deslocaram para a colônia Porto Novo, Itapiranga-SC. Sabe-se que moraram em várias localidades e por fim estabeleceram-se na Linha Laranjeira, interior de Itapiranga.
 
Kaspar Weber nasceu em 23 de julho de 1876, filho de Martin Weber e Theresia Schulz. É o segundo filho do casal e teve oito irmãos: Anton, Ludwina, Katharina, Ludwig, Melchior, Michael, Regina e Apollonia. Casou-se em 12 de outubro de 1898 com Amalia Paul, nascida em 16 de junho de 1879 em Krasna/Akkerman, filha de Josef Paul e Helena Arnold.
 
Kaspar e Amalia tiveram nove filhos nascidos em Krasna: Regina nascida em 15 de julho de 1900; Veronika nascida em 9 de abril de 1903; Johanna nascida em 9 de abril de 1904; Anton nascido em 9 de junho de 1906; Germana nascida em 1 de março de 1910; Maria nascida em 25 de março de 1912; Martin nascido em 13 de abril de 1914; Josef nascido em 1917; Johannes nascido em 19 de julho de 1919. Sabe-se que a filha Veronika, que se tornou freira religiosa, não veio para o Brasil e ficou na
 
Romênia com destino incerto após 1940 com a saída dos alemães da região. O filho Anton veio antes de 1930 para o Brasil, ainda solteiro. A filha Johanna veio para o Brasil em 1930 casada com Lucas Paul e já com um filho Anton.
Fotos: Arquivo de Marlise Moesch e Elisa Bieger
Fonte de pesquisa: The Krasna Projekt e Krasna Photo Collection.